quarta-feira, 6 de setembro de 2006

a vitrola rola
os nossos sonhos em
a noite só.
solidões (pluralizadas).

16 comentários:

Sara disse...

SOLIDÕES PLURALIZADAS.

uma das mais belas coisas q já li.

bj
bom feriado

Valéria disse...

solidão por vezes devasta...
um beijo

Rayanne disse...

Gosto seco de vinho.
Noite sem estrelas.
Portas fechadas no corredor humano.


**Estrelas, empresto...**

ariane disse...

fala a verdade,
vc tem um "pé de poema" no seu quintal...:-)
eles parecem brotar fora de época, em toda estação!
quanto mais venho
mais gosto!

beijos

Múcio Góes disse...

sonhos em uma nota só: que dó, que dó...

o P.
[]´s

Keila Sgobi disse...

Gosto de canções em Sol Maior

eduardo disse...

Belíssimo poema e que tenha um feriado inspirador...

Octávio Roggiero Neto disse...

Sonhos vertiginosos...

reflexoes depois disse...

passando para um beijo...
Pluralizando o afeto e minimizando as tais solidões...

Tanara disse...

não me fale de sonhos;
nem noite só;
aqui, só solidão...
.
eu já disse que a foto do perfil está linda? Se não se importar, digo que o furinho do sorriso é uma graça =)

beijos, beijos, ótimo feriado

Iuri disse...

Pedro, quero aqui agradecer pela sua visita em blog.
Volte sempre que puder, serás muito bem-vindo...e seu puder chame seus amigos tbm...rs.

Belas palavras meu caro, belo poema...solidão é um tema do qual gosto muito.

Forte abraço.
Até

Paulo Vigu disse...

É ... as vitrolas rolam os nosso sonhos ... a música tem essa função. Riodaqui leva abraço aí - Paulo Vigu

Claudio Eugenio Luz disse...

Nessa época de grandes incertezas a única certeza é a nossa solidão.

hábraços

Leandro Jardim disse...

É, é mesmo isso assim
inho


suas palavras são sempre de beleza, meu caro!

abraços Jardinaicos

Mary disse...

Solidão rima com melancolia, né?

;**

diovvani disse...

Principalmente se tiver um vinil arranhando o passado.