quarta-feira, 26 de julho de 2006

eu nem tenho o que
te dizer ao pé de o
telephone.
toca. toca meu coração.
toca quando vier.
como só tu. escutou?
como só tu sabe tocar.
& as palavras arrepiam em
nossas língua(gen)s.

12 comentários:

Múcio Góes disse...

há palavras
que tocam,
outras,
em nossa lingua
agem agem agem...

[]´s

saYô disse...

tem coisas que realmente soh o coração sabe falar , e até mesmo escutar. beijos

Clarice disse...

falá o quê mais do que o já falado?
tá tudo dito e descrito.
por isso calo e escuto!

Beijo meu

Ivã Coelho disse...

As palavras me arrepiam por inteiro, nas minhas completudes.

Abçs, poeta.

Octávio Roggiero Neto disse...

A distância telefônica causa uma ansiedade crônica. Pegue o primeiro bonde e vá logo abraçá-la, poeta! Perde tempo não, porque o amor é urgente!

eduardo disse...

Muito lindo...

eduardo disse...

Muito lindo...

Anônimo disse...

Salve Pan - Assim que postei Fly away, voei pra cá. Já vi que o seu vôo lá me dá retaguarda. Saudação Riodaqui - Abraço Poético - Paulo Vigu

Rayanne disse...

Tem linguagens que só o amor sabe decifrar...
estrelas.

Márcia(clarinha) disse...

Como eu queria que o telefone despejasse palavras em meu ouvido, ai,ai.
Lindo dia querido,
beijossssssss

Claudio Eugenio Luz disse...

Não importa o meio, a comunicação é estabelecida.

hábraços, gerais

Mary disse...

Essas língua(gen)s que tocam...

:)

bjussss