segunda-feira, 12 de junho de 2006

vaga lume faz assim.
& pisca-pisca.
antúrios & adálias
decoram o jardinar
,folhagens experimentam
tantos olhares...
esqueci de cantar
choveu flamboyant's
em a beira de tarde[ser]

9 comentários:

Nanna disse...

É um desse jardim
que quero pra mim!

Monte de beijinhos...
:))

Mary disse...

chuva no jardim
que beira seu ser
num piscar de olhos
sem fim...


Beijos meus! ;)

sayô disse...

a natureza se encarrega do canto ... pra completar a belezura do jardim.
beijos em vc

Múcio Góes disse...

lumes
vagam
pelo
jaz mim
de ti


[]´s

111x6 disse...

A demora em aparecer aqui se deve aos projetos pedagógicos que estou desenvolvendo e não a vontade . Um forte abraço !

Clarice disse...

Nos teus restos de ontem que sobrem os felizes pros amanhãs. Nas palavras roídas 'haverão' sempre poemas risonhos de tuas dores. Mas nunca olvides de cantar...
abraços

Rayanne disse...

E a terra,
coroada de flores (ser)
Despediu-se, morena
para amanhã (ser).

estrelas.

Leandro Jardim disse...

Isso é que é Jardim!
Não estou com nada perto dessa belezura... :P

hehehehe

abs jardineiros

Claudio Eugenio Luz disse...

Vagar por esse jardim é colher todo sentimento por ele exalado.

hábraços