sábado, 1 de abril de 2006

em um mugido de a tardinha
um pássaro verbalizava
:pequenas flores
(as flores alaranjavam
o pássaro)
(como antes o jardim
aplaudia)

5 comentários:

camilo disse...

Sempre saio daqui melhor do que chego.
meu abraço.

Valéria disse...

camilo disse certo... vc alimenta de sabores o pensamento e o sentimento da gente...
um beijo seu moço
ah sabe do que lembrei? que a bailarina não tem piolho, nem um irmão meio zarolho, nem medo de vertigem...

SaYô disse...

Coisa mais linda de se ler e de sentir!
Um bj de domingo

eduardo disse...

Poema belo e divino.

EM BRANCO
Uma folha em branco se traduz angústia frustração raiva tempo correndo uma idéia que ainda não se materializou em palavras ela é um fio de eletricidade que pulsa latente na minha mente quer sair do abstrato mundo das idéias deseja ser uma coisa concreta almeja ser registrada para não morrer junto comigo nem ser consumida pelo esquecimento. ( E.O.F.)
http://dudve.blogspot.com/

Claudio Eugenio Luz disse...

é por isso que gosto das suas palavras: nesses poemas estão contidos, não apenas suas constatações, mas um mundo particular.

hábraços

claudio