domingo, 8 de janeiro de 2006

carambolas.estrelas
creio,
não entender bulhufas
cenas cinematographicas.ponto
em frases cylindricas.
e o vizinho entardece, atrasado.

5 comentários:

Mariana Arraes disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhh!!!
pronto, gritei!

[deu pra ouvir?]
bjinhos!!!!!!

Rodrigo Capella disse...

Pedro, valeu pela visita! Coloquei um novo poema no meu blog. Abraços, Rodrigo Capella.

Dreamer disse...

eu sempre sorrio quando como carambolas: corto fatias e mastigo estrelas.

abraço sr panico.

Valéria disse...

eu entendo de carambolas e adoro tanto elas, como as estrelas! um beijo

Siri disse...

Eu tb não entendi bulhufas do que vc disse, mas falou bonito! Gostei ae!
Cara, sou uma psicótica, mas fica tranquilo... farei bom uso desse blog!
Nunca comi rocambole de estrela, e meu vizinho nunca se foi atrás de uma montanha, até o amanhecer. Por que afinal, quem vira a direita e segue até o amanhecer é mesmo o Peter Pan... Oh!Talvez seja aí que as coisas começam a fazer sentido... Essa tal de Never Land deve ser interessante. Lá que vende esse rocambole estrelado? Carambolas! Carambolas! Carambolas!
Num tem nada a ver com rocambole... Melhor eu ir fuçar outro blog... Num quero te confundir mais não! Bjinhos!