sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

carece de crer não.
embora, tenha eu
atravessado uma nuvem.

às vezes afirmo
minha poesia é montanhosa.
Pedro Pan, 2007 por outras bandas

19 comentários:

Anônimo disse...

nuvens
e
vão

tua
poesia
fica

céu
e
chão


Pedrón!

[]´s

diovvani disse...

Sua poesia seguirá altas lonjuras.
Abraço.

Anônimo disse...

Assino em baixo, Pedro! Abraço!

Anônimo disse...

antes a poesia que a alma, como a minha.

O Antagonista disse...

, em a trasição deu problema. comentários ficaram como anônimos.
mas
1.Múcio Goes de http://e-diversos.blogspot.com/
2.Diovvani de http://www.diovmendonca.blogspot.com/
3.Edilson Pantoja de http://www.alberguenoturno.blogspot.com/
4.Maria. de http://peqena.blogspot.com/

desculpa

Octávio Roggiero Neto disse...

é montanhosa como as paisagens mineiras, belas paisagens, digo de outras passagens, saudosas.
é mares de morros, onde eu morro de vontade de visitar, e inda hei...
é montanhosa sim, então que venha sempre aos montes: sua Poesia!
e eu creio...
forte abraço, poetíssimo!
té mais ler!

Bosco Sobreira disse...

É, sim, Pedro Pan.
Dizer mais o quê?
Abri um caminho para montanhas e vales lá no "polticamente...", como desejava. Presente aos meus vistantes.

Claudio Eugenio Luz disse...

Antes montanhosa, meu caro... São esses poemas que voam longe e atingem um número maior de cabeças que teimam em continuar estancadas no chão.

hábraços

carol disse...

Poesia assim não tem nunvem que resista... Sobrevive aos tempos nublados e permanece mesmo em dias de chuva. Outros beijos meus

paulo vigu disse...

Guardo o poema de Pan na cabeça. Subo no alto da montanha
Vejo a planície
E os homens pequeninos
E a aldeia de longe, longe, longe, longe.

Leandro Jardim disse...

belo e montanhoso
como o Dom Diovvani
coisa de bons mineiros

dudu disse...

Achei poético...

Saramar disse...

E as nuvens não tocam sempre as montanhas?

Ana disse...

Pensei em escalada quando li montanhosa...
Abraço

ALF O Extasiado disse...

montanhosa. Uh, lembrou adrenalina.

gostei dessa viu. diferente hehe

falou

PELADUZ disse...

Oi Pedro,

Perfeito. Sem comentários. Aprecia-se.

Valéria disse...

tudo que é maior que si mesmo, atinge as nuvéns...
sua poesia é assim.
um beijo em vc

Ricardo Rayol disse...

Montanhosa e enigma´tica... maneira

Su disse...

e tem escarpas, né? sempre tem.
beijo.