sexta-feira, 5 de janeiro de 2007

por estas bandas, tem
rios que descansam
que acalmam.
que acalentam.
que pacientam.
estes rios, com que navego.
acalanto.
vento, o vento preparava nosso
cabelo p/ ser bagunçado.

o quintal é silêncio por agora.
(estes quintais tão milênios)
tem pessoas que minha poesia
não é pra ser lida.
é pra ser chovida.
e vivo em pátria mãe gentil.
tem verso meu, qual existe
pra martelar, entortar
nossos disparates.
há pessoas que sabem ler os rios.
Pedro Pan, 2007

17 comentários:

diovvani mendonça disse...

Save esse vento que bagunça os seus cabelos. É ele também, esparramador do seu pensamento que, brilhou cá, onde estou. Abraço.

diovvani mendonça disse...

Desculpe, digo:

Sabe esse vento que bagunça os seus cabelos? É ele também, esparramador do seu pensamento que, brilhou cá, onde estou. Abraço.

Dreamer disse...

E eu ainda rio ao me entortar no rio de letras.
As melhores letras [des]arranjadas pro sr. em 2007.
Abração filhote

paulo vigu disse...

O vento desgrelha cabelos e crispa águas em chuva que a tudo trans & borda nos rios. O riodaqui, você sabe, é de mergulhos e correntezas e vaivemvai entre aqueles que lêem rios. Riodaqui rio abaixo e abraços - Paulo Vigu

Anônimo disse...

ai o cheiro do rio... os sons de suas águas que não temem passar por nenhuma brecha, as risadas que as águas dão brincandeiro em certas descidas...
Neste misto de relação com seu rio eu sou uma sereia!

Rayanne disse...

Tem poemas que escorrem rios, outros rimas, rumando rios. Tem poema encontro e desencontro, poema so(l)o e poe-mar. Tem poema teu que em mim acontece em dia de chuva, como um caminho novo que rio tem prá rumar. Feliz dois mil e SEMPRE, profeta.
***Estrelas sempre***

Múcio Góes disse...

há rios que leio e rio, e nesse enleio me diverso, divirto e só. nos teus versos sou rio, e muito mar.


[]´s

maria . disse...

deu vontade de chorar.
nem sei direito porque
talvez saiba
sei
nao
nao sei
é muito sentimento
para alguém conseguir
apenas
escrever.

Márcia(clarinha) disse...

Não sei ler rios por onde nado, muitas vezes quase me afogo, mas na sua poesia me banho de quietude...
linda noite, querido
beijosssssssssss

Menina disse...

Cada vez que venho aqui, faltam-me as palavras pra dizer o que sinto. Consigo apenas resumir num: "Ai, ai...".

Mas acho que vc entende. Não é?

Leandro Jardim disse...

e outras que os escrevem e ventos úmidos de emoção!


lindo, caro amigo!

abraços Jardineiros

Malditas Mulheres disse...

E por estas bandas de cá tem maldita que acalenta, pacienta e descança teu corpo no colo...

Navegando com o Álvaro Míchkim disse...

PP, chove a chuve e corre a enxurrada, pela sarjeta da calçada; é hora de soltar barquinhos de papel e pegaur frieira no pe´...; mas qdo chove por demias a chuva - fruto deste todo nosso desequilíbrio planetário, fruto dos homens e suas degenagerações de milhares de apegos!..- então o rio tbm chora e causa seus estragos cotidianos, com aflições e mortes; é a lei a da causa e efeito, em mais um carma coletivo; semente mal plantada, desconhecida, ger seus frutos, sem previsão de qual ele será será... (lei de causa e reeito); sim estamos vegetarianos (ovo-lacto,as sem uso de produtos derivados de matar o animal ou a vida - compaixão budista! - p/deles tirar proveito;
é tudo meio compliado, inda mais pq no Tao tbm não usamos nem alho e cebola, alho-poro, cebolinha, gelatine outros pós! Já estamos vegetarianos há dois anos, a família inteira (EU, Sônia , nos 50, e Bobby Filho, já rebelde,aos 16). Começei c/holismo e gnose, auto-conhecimento, melhoria da qualidade de vida coproral; após mudei prô Tao, tbm há 4 anos, c/a iniciação//orientação e meus antecessores e mestres chineses de Taiwan (não confunda c/Taoísmo!); uns 4 anos de iniciação e 2 já vetarianos; em casa quem cozinha sou seu e de resto nos viramos; Ter consciência pela preservação do planeta, preservar sua vida, compaixão c/suas formas; não se alimentar do fruto de suas mortes, de seus cadáveres e sub-produtos industriais e químicos, já é um começo; wu-wei é a essência de tudo, unir a prática espiritual do Tao ao Zen do dia-dia é a melhor prática de vida que existe; basta incorporá-la, aplicá-la, praticá-la, pois o ex. do auto-despertar e iluminação interior é um ex.q/os homens santos nos deixaram em todos as épocas e todos os lugares. Então, porque não segui-los e tbm se transformar?...
Qdo ajudamos a proteger a vida, mais feliz 0bm é o nosso destino - e ele pode ser modificado hoje: vide ex. filme Uma vida em 7 dias, c/Angeline Jolie, sábado noite na Globo..., nós temos esse poder, pois nada é permanente...- Então aí reside o amor compassivo, complacente, esse amor q/dá vida, esse amor, q/dele não se adoece, pq éle é a essência de nossas vidas!
Abraços.

Luzzsh disse...

...e há quem saiba descrevê-los, escrevendo. És com certeza um desses....

Beijos...

camila disse...

adjetivos ficam poucos qdo venho por aqui... "beijos meus" :) e feliz 2007!

Anônimo disse...

Minha parceira esqueceu de deixar nosso endereço, www.malditasmulheres.blogspot.com!

Abraços,
Draissar Castic.

Pedro Pan disse...

, anônimos de aqui...
Raquel de http://tendadaraquel.blogspot.com/
e Malditas Mulheres de www.malditasmulheres.blogspot.com

problemas de transição, desculpa