quarta-feira, 18 de outubro de 2006

a noite chegou às 18 horas
em ponto.
flamboyant's de ontem...
ontem
, vou sem pétalas.
(ir sussurrar folhagens).
tem instantes, que sobram
palavras sob o
travesseiro.
provoco montar uma
história
até o dia
raiar em horizontal.
pedro pan, 2006

21 comentários:

ObservadOOr disse...

dias em que os raios do amanhecer imprimem poesias em sobras... abraços

Chico M. disse...

valeu cara
gostei dos teus textos tb, prometo voltar por aqui pra ler com mais calma!
abraços!

Márcia(clarinha) disse...

na horizontal os raios são mais fortes cortam dilacerando folhas do amanhecer...
beijossssssssss

cilene disse...

Vou voltar sempre

veldrane_sucubus disse...

noite chegando em horas certas... acho que isso é importante... deveria acontecer o mesmo com minhas horas de sono... mais ela insistem em chegar quando o sol já dá o ar da sua graça...

diovvani disse...

Queria ficar aqui, verticalizado em suas horizontais.

E.T.: tenho andado sem TEMPO.

Rayanne disse...

Como um bafejo de primavera mirim, agitando mansamente os horizontes de dentro. ***Estrelas***

Sara disse...

até raiar.
Beijo

Márcia disse...

tava com saudade daqui. ;)
beijo.

Felipe K. disse...

provoco montar uma história / até o dia / raiar em horizontal. Versos encantadores. Grande abraço.

Bela Lachter disse...

Flamboyants também me trazem muitas memórias...

Octávio Roggiero Neto disse...

o vento noturno trazendo as palavras e a insônia...
"ir sussurrar folhagens" foi demais, muito bom mesmo!

Assim é, se lhe parece disse...

muito bom cara...
se eu elogiar mais fica estranho...
Um abraço, muito legal ler teus versos.

paulo vigu disse...

Montou história até o dia raiar em horizontal.Há sonhos amontoados na manhã de sol. Riodaqui leva abraço aí - Paulo Vigu

ALF O Extasiado disse...

raiar em horizontal...

poxa, bacana. Tens muita criativdade com aspalavras.

bom final de semana brother

;)

Múcio Góes disse...

vejo como tal
meu horizontem
na vertical


belo poema lusco-fusco, como belo o Bom Pedro I sabe ser!

[]´s

Tanara disse...

mas era meio sonho?meio noite?meio poesia...
.
bonito, assim, meio que por inteiro.

adoro, adoro
beijos!

sandra disse...

delicado e lindo... sussurrar folhagens... e assoviar vida... a cada nascer do dia!! bjos

Bruna Rasmussen disse...

afogando os cansaços e gritos no travesseiro.

vejo mudanças por aqui ;)
beijos

朝川栄一 [Asakawa Eiichi] disse...

e vais mudado teu sotaque, teu estilo... sempre mudando.

Claudio Eugenio Luz disse...

No horizonte dos nossos desejos a noite sempre chega mais cedo.

hábraços , meu caro poeta