sábado, 29 de abril de 2006

querências de pipocar
em as tais pétalas.
minh'asas puídas.
em tardes de sol afino.
eu a descubro entre as
cartas
por baixo de a porta.
"eu te preciso",
então, acendi um cigarro
& solfegei uma fumaça
antes parti
turas

8 comentários:

Mary disse...

Lindas poesias... Estou encantada! ;)

Volto aqui com mais tempo para ler-te...

eduardo disse...

Deliciosamente sublime.
http://dudve.blogspot.com

http://cartasintimas.zip.net

camilo disse...

sempre passo por aqui; o que não passa por aqui é um sentimento poético adensado. Este, É daqui.
abraço meu.

Priscila disse...

noites sublimes combinadas a olhares e eu te preciso... o q mais se pode querer?

reflexoes depois disse...

te preciso... belo

Um beijo carinhoso cheio de saudades. Fui abduzida por ETs nos últimos dias...

fernanda disse...

Gostei da construção desse poema.
(E obrigada pela visita lá no blog!)
beijo

Clarice disse...

pipoco por aqui e perco as palavras, ficam só as !!! exclamações para quem poesia é.
Bjs

Rayanne disse...

Lindo, qual uma entrega entre partidas & ternuras. Estrelas.