sexta-feira, 18 de novembro de 2005

ao lado de ontem
muitas das vezes
a poesia
me pega pelo calcanhar
aquilo sou eu
soa de forma
infalível
e um papel e
uma caneta
no momento me fez
necessário
e continuei calado
(alado)
e agora
a falta total de inspiração
ronda meus calcanhares
,digo,
meus pulsos
o dia é depois de ontem.

7 comentários:

Claudio Eugenio Luz disse...

Pelo outro, não conseguia postar.Agora, sim. Já está adicionado em meus favoritos.
.
hábraços

Lilian Paula disse...

oi....vim te visitar na tua nova casa. bjos.

Anônimo disse...

Eae cara,

poo mudou o endereco eh... dps eu mudo la no meu, bah muito boa a poesia... tu tem estilo!

Anônimo disse...

toc toc, ding dong, psiu...

reticente.rastejante:alucinante.
a inspiraçao q sonda e ronda e foge. papel caneta grito. conflito.
converse com o sr Pan. um bom diálogo é o melhor caminho pro outro lado do espelho.

(finalmente um q funcione)

Sonia Marini disse...

Sem inspiração? Sei... rs
beijos

pedro pan disse...

cláudio, a mudança de residência se deu por este problema. sinta-se em casa, cante, dançe, voe. agradecido pela visita.

lilian, muito bom, receber visitas como sua pessoa. sinta-se em casa, cante, pinte, desenhe & voe & agradecido estou.

sr anônimo I, boas são as visitas, eu procuro o meu estilo. fique à vontade, para cantar ou mesmo voar.

sr anônimo II, pode entrar a casa é nossa.
alucina(ações) & (ins)pirações. sempre. à todo vapor. bons diálogos, uma xícara de café & um licor(uns cigarros).


sônia, as (ins)pirações às vozes somem, às vozes surgem. agradecido pela vista, sinta-se em casa para cantar, desenhar & voar.

eduardo disse...

Poema profundo e belíssimo.