quarta-feira, 23 de novembro de 2005

pai & mãe,
adormecem em a sala
(de ser/estar/permanecer/ficar).
eu bebo vinho &
transvejo que horas são.
obrigado, therezinha pela
gramática.
preparo um arranjo
,digo,
& arranjo um arranjo
de palavras.
''um garrancho de poema''
aos cadinhos.

3 comentários:

Camila Luz disse...

Parabéns pelo novo espaço !!! Um grande beijo e muito sucesso !!!

Claudio Eugenio Luz disse...

Poxa, como poeira que se acumula a partir dos miúdos do diadia, e cujo amargo ou doce permanece na boca daquele que experimentou.
.
hábraços,claudio

pedro pan disse...

camila, o espaço foi desenhado para avoar, portanto bem vinda & bom vôo.

claudio, experimentando o amargo e/ou doce. & acumulamos durante o diadia: outras sensações.

|abraços à todos|